Temas mais buscados em novembro de 2019: Hipotireoidismo

Vários estudos recentes associados a problemas relacionados com o tratamento, bem como uma potencial nova estratégia para auxiliar o paciente, fizeram do hipotireoidismo o tema clínico mais importante da semana. Um amplo estudo populacional utilizando dados da Veterans Health Administration concluiu que baixos níveis de hormônio estimulante da tireoide (TSH, do inglês Thyroid-Stimulating Hormone) decorrentes de

uma administração excessiva de hormônio tireoidiano estão associados a aumento significativo do risco de fibrilação atrial e acidente vascular cerebral. O estudo controlou os fatores de risco cardiovascular conhecidos, como o tabagismo e a hipertensão arterial sistêmica. Esses achados sugerem a importância de evitar a administração excessiva de medicamentos como a levotiroxina, que é um dos medicamentos mais prescritos no mundo.

Questões posológicas incorretas da levotiroxina também foram recentemente levantadas por um estudo que encontrou uma variação importante da quantidade de substância ativa em medicamentos manipulados em farmácias e em farmácias universitárias. As 12 amostras investigadas variaram de 12% a 47% dos valores indicados no rótulo. Estas variações têm o potencial de levar ao tratamento inadequado, com quantidade insuficiente ou excessiva do medicamento. As diretrizes da American Thyroid Association não recomendam medicamentos manipulados para o tratamento de reposição de hormônio tireoidiano.

Notícias mais animadoras provenientes do Reino Unido descobriram que uma série de alertas levou os médicos do atendimento primário a solicitar a dosagem do TSH anualmente ou quando os valores estivessem fora da normalidade, para os pacientes com hipotireoidismo, o que pode melhorar significativamente o seu tratamento. O sistema de alerta eletrônico auxiliou a otimização da função tireoidiana, com efeitos ainda aparentes após dois anos.

 

Apesar do “alerta de cansaço” ser preocupante para alguns profissionais de saúde, a criação de sistemas de alerta personalizados para cada paciente pode descortinar um meio de evitar o tratamento inadequado, com quantidade insuficiente ou excessiva do medicamento. Da prevenção de doenças perigosas relacionadas com o tratamento até assegurar o tratamento adequado, as recentes notícias sobre o tratamento do hipotireoidismo tornaram esse o tema clínico de destaque da semana.

Fonte: medscape

Acesse nossos serviços

Contate-nos | G&A Imports Brasil
INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER E RECEBA NOSSOS MELHORES CONTEÚDOS!

A EMPRESA / COMPANY

SERVIÇOS / SERVICES

CONTATO / CONTACT

Atibaia/SP | Brazil

Phones: +55 11 4217-6282

              + 55 11 4413-0441

contato@gaimportsbrasil.com.br

G e A Imports Brasil - Portuguese version
G e A Imports Brasil - English version