Ácido acetilsalicílico em idosos é associado a menos mortes

ATUALIZADO COM COMENTÁRIOS em 12 de dezembro – Uma nova análise mostrou uma redução significativa da morte por todas as causas e por câncer entre pessoas mais velhas (> 65 anos) que tomaram ácido acetilsalicílico regularmente – em comparação com aquelas que não tomaram o medicamento.

"Esta observação foi válida para todas as causas de morte, no entanto, a maior redução do risco foi vista na mortalidade por câncer colorretal entre indivíduos que tomaram ácido acetilsalicílico pelo menos três vezes por semana", afirmaram os pesquisadores.

O risco de morte por todas as causas foi reduzido em 19%; por todos os tipos de câncer, em 15%; por câncer gastrointestinal, em 25%; e por câncer colorretal, em 29%.

Os resultados são provenientes de uma nova análise dos dados do ensaio clínico Prostate, Lung, Colorectal, and Ovarian (PLCO) Cancer Screening , que contou com mais de 145.000 participantes. O estudo foi financiado por doações do National Cancer Institute e da Stuart and Suzanne Steele MGH Research Scholarship.

Os novos resultados foram apresentados pela Dra. Holli A. Loomans-Kropp, Ph.D., Divisão de Prevenção de Câncer do National Cancer Institute, nos EUA, e colaboradores, que disseram que o impacto do ácido acetilsalicílico sobre o risco de morte parece ser modulado pelo índice de massa corporal (IMC).

"A eficácia do ácido acetilsalicílico como agente de prevenção do câncer parece estar associada ao IMC", eles escreveram. Os participantes que estavam abaixo do peso (IMC < 20 kg/m2) não tiveram benefício percebido associado ao uso de ácido acetilsalicílico, mas entre aqueles com IMC ≥ 20 kg/m2 o uso do medicamento foi associado a menor mortalidade. As maiores reduções do risco de morte foram observadas entre os indivíduos com um IMC mais alto (de 25 kg/m2 a 29,9 kg/m2).

O estudo foi publicado na edição de dezembro do periódico JAMA Network Open.

Os autores reconheceram que os seus achados precisam de "confirmação adicional", e disseram que a significativa redução da mortalidade associada ao uso de ácido acetilsalicílico contrasta com os resultados de outros estudos. No entanto, eles afirmaram que a descoberta sobre o impacto do IMC no efeito do ácido acetilsalicílico sugere que "o aumento das taxas de sobrepeso e de obesidade em todo o mundo podem alterar, de forma importante, a eficácia populacional dos profiláticos para prevenção do câncer".

 

Estudo recente mostrou maior mortalidade

As novas descobertas de uma redução significativa da mortalidade contrastam fortemente com dados recentes dos EUA e da Austrália, que mostraram maior mortalidade em indivíduos que fazem uso de ácido acetilsalicílico.

Esses dados são do estudo Aspirin in Reducing Events in the Elderly (ASPREE), que avaliou a eficácia de 100 mg de ácido acetilsalicílico em idosos nos EUA e na Austrália (participantes brancos: ≥ 70 anos;

participantes negros ou hispânicos: ≥ 65 anos). Conforme relatado pelo Medscape, o estudo mostrou aumento da mortalidade por todas as causas e por câncer com o uso de ácido acetilsalicílico.

Fonte: medscape

Acesse nossos serviços

Contate-nos | G&A Imports Brasil
INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER E RECEBA NOSSOS MELHORES CONTEÚDOS!

A EMPRESA / COMPANY

SERVIÇOS / SERVICES

CONTATO / CONTACT

Atibaia/SP | Brazil

Phones: +55 11 4217-6282

              + 55 11 4413-0441

contato@gaimportsbrasil.com.br

G e A Imports Brasil - Portuguese version
G e A Imports Brasil - English version